Blog

CRM médico: como funciona?

Você sabe tudo sobre o CRM médico? Todo profissional formado em medicina precisa se registrar no CRM se quiser atuar de maneira legal. Se você tem dúvidas sobre o registro, não se preocupe, pois te contamos tudo!

Este conteúdo faz parte da série Virei Médico (a) e agora?, uma série de conteúdos encontrados pelos nossos especialistas em contabilidade para médicos para responder às maiores dúvidas sobre o assunto.

Em primeiro lugar, você sabe tudo sobre o CRM médico?

Todo profissional formado em medicina deve se registrar no CRM se quiser atuar em conformidade com a lei. 

Logo, se você tem dúvidas sobre o registro, não se preocupe, pois, te contamos tudo!

Nos próximos parágrafos você vai descobrir como funciona o CRM. 

via GIPHY

Para que serve o CRM?

Antes de tudo, é necessário explicarmos que a sigla CRM significa Conselho Regional de Medicina.

Trata-se de um órgão estadual, vinculado ao Conselho Federal de Medicina (CFM).

O papel do CFM é fiscalizar e regulamentar a atuação dos médicos.

Ou seja, para exercer a profissão em território brasileiro, esses profissionais precisam estar registrados no conselho regional do seu estado.

Mas, você sabe por que isso é necessário?

A princípio, porque sem o CRM, você não poderá exercer a medicina, nem mesmo se já tiver se formado.

Caso contrário, você estará desrespeitando a lei.

Além disso, você também precisará do seu CRM médico caso peça transferência para outro estado e, precise cancelar seu vínculo com alguma instituição de saúde ou ainda realizar transferências entre hospitais e clínicas.

Vale destacar ainda que o Conselho Regional de Medicina é um órgão de suma importância, tanto para os médicos, quanto para a sociedade.

Afinal, faz parte de suas atribuições:

  • fiscalizar as condições do trabalho médico, fazendo vistorias em hospitais e clínicas;
  • supervisionar a atuação dos profissionais, apurando denúncias;
  • fazer cumprir as regras estabelecidas no Código de Ética Médica;
  • divulgar artigos e pesquisas científicas;
  • cassar ou suspender a licença do profissional médico em caso de violência, negligência ou qualquer outro problema. 

Como funciona para o médico obter o CRM?

De antemão, o CRM médico compete a um órgão estadual.

Portanto, cada localidade apresenta algumas particularidades.

Mas em geral, basta procurar o CRM do seu estado, levando originais e cópias  dos seguintes documentos:

  • diploma original mais uma cópia frente e verso;
  • declaração de colação de grau, caso ainda não tenha o diploma;
  • cópia de RG e CPF;
  • cópia do título de eleitor e comprovante de quitação eleitoral;
  • certificado militar com prova de regularidade, no caso dos homens;
  • comprovante de residência em seu nome;
  • certidão de casamento, se for o caso;
  • três fotos 3X4 recentes. As imagens devem ter fundo branco e você pode não estar usando óculos, chapéu/boné, regata ou decotes;
  • ficha cadastral preenchida;
  • comprovantes do pagamento das taxas.
CRM Médico

Dica: Antes de reunir a documentação, acesse o site do conselho da sua localidade e verifique se não houve nenhuma alteração. 

Agora que você já sabe como funciona o registro no CRM, que tal aprender sobre a abertura de CNPJ?

Por fim, para saber mais sobre esse assunto, recomendamos a leitura do artigo CNPJ para médicos: como funciona?

Quer ver como a Dr Finanças pode te ajudar com a parte burocrática de ser um médico? Finanças, Taxas e Burocracias, deixe com a gente.